terça-feira, 25 de agosto de 2009

Para aquela que é pra sempre

Eu tava aqui, lendo umas cartas antigas e pensando no tempo. É tão inevitável que ele passe, que ele fuja da gente assim, sem nem perguntar se nós concordamos com as implicações disso tudo... Eu esqueço de lembrar, assim não parece tão longe e tão forte. Mas dá uma saudade imensa daquela época em que a gente voltou a se falar e passava duas horas no telefone fazendo listas, sofrendo por causa de garotos (você consegue imaginar que os amores das nossas vidas tinham entre 13 e 15 anos?), que eu ia na sua casa pra passar a semana, sem me preocupar com o fim das férias (que agora praticamente não existem), sem medo de não ter destino nenhum, sem a obrigação de planejar um futuro... Ah, a gente sofria por que mesmo?
Tenho saudade até das pequenas coisinhas. De ir dormir na sua casa e passar a madrugada conversando, "falando água", como sua mãe dizia. De falar sobre nossos medos - que eram tão diferentes e tão parecidos - com conselhos e compreensões, com brigadeiro, hambúrguer, bacon ou qualquer outra coisa indigesta demais para as quatro da manhã. De você inventando histórias sobre como eu conheceria o homem da minha vida (e eu sempre te interrompia, porque você gostava de histórias em que eu era atropelada). De não ter que ir embora correndo no dia seguinte. Saudades de ficar na piscina e de você tirando mil fotos que eu saia de plano de fundo, sempre fazendo careta por não ter mais caras pra sair em fotos... Ou de tentar cantar as músicas que milagrosamente estavam no nosso tom, de passar frio no seu quintal e te dar broncas por se iludir tão fácil com a internet. Faz falta demais. Não só porque o tempo passou e nossas agendas parecem cheias demais pra se encaixar um prazer, mas porque nós mudamos muito. Aquelas duas meninas já não existem. Elas não têm espaço nesse mundo sujo, só cabem na lembrança colorida e leve, nas brincadeiras que inventavamos outro dia pelas ruas da minha casa.
Há um tempo atrás me culpei imensamente pela sua crise. Você estava mal e eu tinha parte da culpa, sim. Eu sabia que você podia ser salva, porque aquela mesma voz que se dizia fraca contra os seus próprios desejos, naqueles olhos que sofriam por erros impulsivos, eu via uma criança que pulava o muro da minha casa pra brincar escondida da empregada. Eu via a menininha que se dizia sonâmbula pra me assustar de noite, minha companheira de loucuras infantis e sonhos. Eu sempre soube que você e essa menina eram a mesma pessoa, e me afastar foi o pior que eu fiz. Depois resolvi me compensar. Que tipo de amiga eu seria se não insistisse até encontrar o lugar onde você estava escondida? Tenho tentado ser melhor sempre, porque eu sei que você merece.
Eu gosto de te ouvir falar e de saber que o que você me diz é exclusivo. Porque você, como uma leonina típica, é cercada por amigos que te idolatram e querem saber tudo sobre você. Mas tanto tempo de convívio me trouxe certa prioridade que eu valorizo muito. Gosto também de quando falo, porque por mais que você não entenda, me apoia. Você me dá esperanças nas minhas paixões platônicas e na vida que eu levo cabeça a dentro. Aliás, essa é a nossa maior diferença: você pensa sobre o que você vive, e eu vivo sobre o que eu penso. Somos opostas e ainda assim nos compreendemos.
Saio de casa e o cenário está todo lá: as árvores onde a gente subia, a casa que jurávamos assombrada, os muros que agora parecem altos, nosso eterno refúgio de criança que guarda as marcas da infância. Crescemos, sim. Mudamos, sim. São mais de dez anos ao seu lado, e como você mesma disse, eu nem lembro do mundo antes de conhecer você. Serão mais tantos anos, tantas histórias. Seremos velhinhas finas, tatuadas e moderninhas, teremos casas vizinhas (se um dia você voltar do Rio), jamais perderemos a loucura de mulheres neuróticas pelas madrugadas insones. Amigas são para sempre. Você é para sempre. Não se perca de novo, por favor. Não se afaste mais de mim. Mas se um dia isso acontecer, pode ter certeza: Pararei meu mundo só pra te buscar.

45 comentários:

  1. Meu Deus, que lindo *-*
    mais uma vez, você disse tudo o que eu tento dizer mas não consigo :)

    parabéns,
    você é fantástica *--*

    ResponderExcluir
  2. nossa
    isso sim é amizade de verdade... já passei por isso, tenho uma amiga de mais de dez anos também e nossa, algumas vezes nos perdemos, mas agora nos reencontramos e é como se eu ficasse sem uma perna quando ela não está comigo.

    beeijos

    ResponderExcluir
  3. Lindo post. lindo blog.
    Já sou teu seguidor.

    ResponderExcluir
  4. AAAAAAAAAAAH *-*
    coisa mais linda que eu ja li

    aproveitando : Anna Paula Passini, eu te amo demais ! MINHA BEST !
    '' Eu pararei meu mundo, só pra te buscar ''

    ResponderExcluir
  5. "Faz falta demais. Não só porque o tempo passou e nossas agendas parecem cheias demais pra se encaixar um prazer, mas porque nós mudamos muito. Aquelas duas meninas já não existem.(...) Tenho tentado ser melhor sempre, porque eu sei que você merece.
    Eu gosto de te ouvir falar e de saber que o que você me diz é exclusivo. (...)Amigas são para sempre. Você é para sempre. Não se perca de novo, por favor. Não se afaste mais de mim. Mas se um dia isso acontecer, pode ter certeza: Pararei meu mundo só pra te buscar."

    Meu Deus.. vocÊ trouxe minha metade da Bolívia direto pro meu lado. Me fez sentir cada pedacinho da rachadura dessa minha eterna amizade quebrada... e eu senti tanta certeza que do jeito que for, minha amiga é a melhor de todas.
    Engasguei o choro aqui, pq não tive coragem de chorar..

    Nossa, como seus textos às vezes me tiram o controle.

    ResponderExcluir
  6. eu tive alguém assim, esse alguém fez questão de ir embora, até de repente, tudo mudou. e eu a deixei ir. :s

    ResponderExcluir
  7. oi, passei pra conhecer seu blog, e desejar boa semana
    bjss

    aguardo sua visita :)

    ResponderExcluir
  8. Olá. Estou seguindo vc aqui neste blog tb. Gostei muuuuito das suas palavras e da forma como expõe seus sentimentos e suas idéias. Parabéns.!!!!

    ResponderExcluir
  9. nooossa, que amizade hein?
    Adoreeeei o texto, lindo demais.

    bjobjo ;**

    ResponderExcluir
  10. O nome do teu blog me prendeu num passado que eu não queria lembrar, mas gostei. Gosto destas cartas!
    Abraço, Verônica!

    ResponderExcluir
  11. Adorei teu blog, estou seguindo.
    Voltarei com mais calma pra ler mais postagens.
    Beijoooo

    ResponderExcluir
  12. To com a garganta apertada e os olhos cheios de lágrimas.

    Parabéns, beijos!

    ResponderExcluir
  13. Olá
    Eu estou te presenteando com um selo!Pegue no meu blogger, na postagem do dia 20 de abril. Espero que vc goste e parabéns.
    Não se esqueça de seguir todas orientações.
    Beijos da Prih!

    ResponderExcluir
  14. Nossa, ameeeei *_*. Sério.Super lindo :)

    Beeeeeijinhos!

    ResponderExcluir
  15. oooi, lindo o bloog *-*
    estou seguindose quiser retribuir <33
    beeijos ;*

    ResponderExcluir
  16. Verônica em momentos de recordações, lindo texto.
    Jefhcardoso do
    http://jefhcardoso.blogspot.com

    ResponderExcluir
  17. Eu tive que ir, infelizmente, sem escolhas melhores.
    Mas o texto é lindo!

    ResponderExcluir
  18. Oii,adoreei o blog! to seguiindo ! me seguee tbm ? ;**

    ResponderExcluir
  19. Adorei teu blog, estou seguindo.
    www.agridoceassim.blogspot.com
    Beijoooo

    ResponderExcluir
  20. Noossa, eu tenho uma amiga assim. Mais que melhor, essencial. Lindo aqui!

    ResponderExcluir
  21. Eu já tive momentos como esse..mas todos foram levados pelo tempo
    adorei o blog!

    ResponderExcluir
  22. eu também tenho uma amiga assim, e sinto saudades todos os dias.
    Texto lindo, como sempre.

    ResponderExcluir
  23. Eu também tenho uma amiga assim*-* lindo texto:b

    ResponderExcluir
  24. Cara, acho que esse foi o texto para um amigo mais bonito que eu já li em toda a minha vida. Contando todas as pessoas famosas que escrevem textos o tempo todo. Me deu até vontade de escrever um para minha amiga. :S

    Beijos, a namorada.

    ResponderExcluir
  25. Querida Verônica; reli seu texto novamente e me lembrei de outras leituras:
    "Parece estranho, mas o fato é que memórias são também objetos que acumulamos. Estão guardados em nosso tesouro." (Rubem Alves)
    "Quando eu era menino, falava como menino, sentia como menino, pensava como menino; quando cheguei a ser homem, desisti das coisas próprias de menino." (I Coríntios 13:11-12)
    O problema é quando cresce e se esquece: "...que a vida é um brinquedo que para nada serve a não ser pela alegria." ( Rumem Alves)
    Abraços.

    Gostaria de contar com seu voto para o Top Blog 2010, últimos dias. Na primeira fase fui bem votado, mas na segunda estou ficando para trás. Preciso que os amigos entrem no meu blog e clicando no selo Top Blog preencham os campos nome e email, e depois confirmem. Ainda há chance, porém, não sem sua ajuda. Agradeço desde já.

    Jefhcardoso do http://jefhcardoso.blogspot.com

    ResponderExcluir
  26. Meus olhos encheram de lágrimas, me identifiquei tanto! A diferença é que não tenho forças para parar o mundo, eu deixo ele girar e assim vai levando minha querida amiga pra longe...

    Um beijo, Vêronica!
    Escreves lindamente.

    ResponderExcluir
  27. Olá, tudo bom?
    Achei seu blog muito interessante.
    Comecei um blog tbm, se puder e não for pedir muito, de uma passadinha no meu?

    http://cabecafeminina.blogspot.com/

    Muuito obrigada e parabéns pelo blog!!!!

    ResponderExcluir
  28. Oi, tudo bem? :) Estou passando para convidar você para dar uma conferida no meu blog. É um blog para deixar o seu com a sua cara. Espero que goste. Beijinhos :*

    ResponderExcluir
  29. Amei seu cantinho...
    Já estoou a te seguir...
    Ah adoraria te ver no meu tbm
    http://cronicasdeanjos.blogspot.com/
    bjs*

    ResponderExcluir
  30. Oi , adorei seu blog !visite o meu, por favor
    http://diariovirtuaall.blogspot.com/
    obrigada

    ResponderExcluir
  31. Oi Veronica.
    As vezes bate essa saudade daquela amiga de infancia, mas a diferencia e que a minha perdi o contato, mas me da vontade de voltar no tempo e continua inventando hostorias para nossa brincadeiras de detetiv rs... Essa saudade parece que tira um pedaco da nossa historia, um pedaco de nos mesma...

    ResponderExcluir
  32. Excelente...simplesmente sensacional!! Veio do fundo do coração, hein?

    Parabéns!

    ResponderExcluir
  33. "Você é para sempre, não se perca de mim."
    Foi o que eu disse com os olhos hoje. Lindo post.

    ResponderExcluir
  34. o tempo separa a maioria das pessoas, mas algumas resistem a ele. muito, muito poucas.
    e essas lembranças acabam sendo as melhores e mais divertidas.

    ResponderExcluir
  35. GAROTA VC É DE + VISITA O MEU PARANOIASPENSAMENTOS

    TAMBEM TO NO PENSADOR CLICA EM ALGUMA DAS PARANOIS QUE VC CAI DIRETO LÁ.

    ResponderExcluir
  36. Que blog mais lindo!
    adorei...estou seguindo,

    beijo
    =*

    ResponderExcluir
  37. Se a menina ainda consegue sentir emoção no que já foi, eu acho que ela nem mudou tanto assim. Talvez ela só não tenha tempo ou as responsabilidades que hoje existem, as deixam mais de lado. Mas sabe o que é lindo nisso tudo, querida? Não importa o tempo ou a responsabilidade diante do amor de sua amizade. Você até disse que pararia o mundo apenas para buscá-la.

    ResponderExcluir
  38. Muito interessante e bonito teu escrever, gostei muito !! Tambem tenho um blog de poesias , caso queira conhecer www.poesiasdetodos.blogspot.com, voltarei sempre para ler . Abraço

    ResponderExcluir
  39. Oi,vim conhecer seu Blog,amei e já estou super seguindo,parabêns por seu cantinho e muito sucesso aqui!

    Te convido para conhecer meu Blog e se gostar e puder seguir também,será muito bem vinda,sinta-se em casa!

    Ah,tem 2 sorteios rolando por lá,participa! :)

    http://umamulherbemvestida.blogspot.com

    ResponderExcluir
  40. Aii, esse texto me fez viajar no tempo! Obrigada por isso.
    Eu escrevo um pouco, mas tenho muita vergonha de expor meus textos, porque os acho muito melancólicos!

    ResponderExcluir